cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
Assine 5

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos

notícias

28.02.2021 | SAFRA - por Gilson Camargo

Sem Terra projetam safra de 12,4 mil t de arroz orgânico

Produção agroecológica é a maior da América Latina. Envolve 38 famílias em 15 assentamentos e unidades de pequenos agricultores em 11 municípios gaúchos

imagem Cultivo de arroz agroecológico abrange ais de 2,7 mil hectares em 15 assentamentos e unidades de produção no estado Foto: Leandro Molina/ MST

Os assentados da reforma agrária no Rio Grande do Sul produzem arroz orgânico há mais de vinte anos e são os maiores produtores do alimento sem veneno da América Latina.

Na safra de 2020/2021, os camponeses estimam colher mais de 12,4 mil toneladas, cerca de 248 mil sacas de 50 quilos do produto em aproximadamente 2.740 hectares. Em todo o estado a produção do arroz agroecológico envolve 389 famílias, em 12 assentamentos, três unidades de pequenos agricultores familiares, em 11 municípios gaúchos da região Metropolitana, Sul, Centro Sul e Fronteira Oeste.

Em São Jerônimo, dez famílias já finalizaram a colheita em 90 hectares

A família gaúcha Sem Terra Krupinski, do Assentamento Jânio Guedes da Silveira, em São Jerônimo, foi a primeira a colher o arroz orgânico nesta safra, no início de fevereiro deste ano. É uma das dez famílias produtoras que já finalizou a colheita em 90 hectares. No total, os camponeses colheram 9,3 mil sacas do produto.

Nesse mesmo assentamento, os agricultores contam com uma unidade de observação e pesquisa que visa ao aumento da produtividade através de manejo ecológico e recuperação do solo com adubação verde. A experiência se realizará por três anos. De acordo com Nelson Krupinski, assentado e produtor, nesta safra o experimento já produziu muitas observações fundamentais para o manejo orgânico do arroz.

FESTA DA COLHEITA

No final de março, os Sem Terra farão a tradicional Festa da Colheita do Arroz Agroecológico. No entanto, a 18ª edição do evento irá ocorrer de forma on-line neste ano devido à pandemia do coronavírus. Em 2020, o MST doou 12 toneladas do cereal para famílias em situação de vulnerabilidade social devido à pandemia no estado.


Enviar notícia para um amigo

comentários (3)

01/03/2021 - Walter Arns (Uruguaiana - RS)
Fantástico!!! 180 scs por quadra. Se todo o Rio Grande resolvesse copiar o modelo MST, colheria em torno de dois (2) milhões de toneladas de arroz, seria isso? Nesse caso, o restante do consumo teria que ser importado?
Fala sério meu!!!!
01/03/2021 - Flavio Evandro (Santa Maria - RS)
Mas eles são Sem Terra então onde vão plantar? Alias MST representa socialismo, invasão! Aprenderam a trabalhar e serem capitalistas? Agora só vai! Essa é a verdadeira reforma agrária. A que produz, que gera renda, que alimenta muitas familias. Não a politica, com baderna e desordem. Que bom que estão aprendendo. Parab
01/03/2021 - volmar Pires (Santo Ângelo - RS)
Na verdade, talvez a ´´baixa´´ produtividade se explique pelo fato de o arroz ser orgânico, e tambem existe a possibilidade desse produto ser colocado no mercado com um preço que compense este rendimento saca por quadra

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2021 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio