Abertura da Colheita do Arroz

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
Assine 5

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos

notícias

19.02.2021 | SAFRA - por Planeta Arroz

Planeta Arroz traduz o momento e projeta o futuro da orizicultura

Planeta Arroz também traz uma entrevista especial com o presidente do Irga, Ivan Bonetti, apresentando seus planos para a entidade e o desafio de dar partida na construção de um novo e fortalecido instituto

imagem Planeta Arroz 77 mostra os cenários e perspectivas para a orizicultura em 2021/22 Foto: Planeta Arroz

A Edição 77 da Planeta Arroz circula desde o início de fevereiro entre leitores e assinantes mostrando os cenários e perspectivas da cadeia produtiva do arroz a partir da pandemia de covid-19. Este número abre as comemorações de seu 21º aniversário de circulação nacional e teve distribuição massiva na 31ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, e nele nossa equipe retrata e detalha todos os efeitos nos preços, safras e comércio mundial antes e durante a pandemia, e também projeta o futuro com alguns dos principais especialistas nacionais e internacionais.

Entre as notícias, destaca-se a certeza de que o grão alcançou novo patamar de preços e nova realidade, que as cotações se fortaleceram, que o mundo passou a valorizar os grandes fornecedores, que a safra do Mercosul será menor, e isso fortalece as expectativas de rentabilidade dos produtores.

Planeta Arroz também traz uma entrevista especial com o presidente do Irga, Ivan Bonetti, na destrinchando os problemas e potenciais, apresentando seus planos para a entidade e assumindo o desafio de dar partida na construção de um novo e fortalecido instituto. Os primeiros números da nova safra global e do mercado na Ásia, nos Estados Unidos e no Mercosul ganham destaque na área de cobertura internacional, bem como o dimensionamento dos estoques mundiais.

Argentina, Paraguai e Uruguai merecem especial atenção em se tratando do impacto da produção e do mercado dos vizinhos no comércio doméstico e internacional brasileiro. Aliás, o Brasil se consolida como fundamental no papel de fornecedor e comprador de arroz, e a revista analisa a balança comercial com avaliação dos efeitos do período em que a TEC esteve suspensa e o câmbio interferiu a favor e contra as exportações por parte dos especialistas consultados.

A safra brasileira, com números corrigidos, a evolução da cultura irrigada sobre o grão de sequeiro, o comportamento nos principais estados brasileiros também ganham ênfase especial, com o ranking dos grandes produtores regionais e por estado. A revolução que a Embrapa vem produzindo nas variedades resistentes a brusone e altamente produtivas no Tocantins também é motivo de destaque.

ARTIGOS

A agrometeorologista do Irga, Jossana Ceolin Cera, assina artigo abordando a expectativa dos efeitos do fenômeno La Niña ao longo do verão. Lucílio Rogério Aparecido Alves, professor da Esalq/USP e pesquisador responsável pelas equipes de grãos, fibras e amigos do Cepea, é autor do artigo “Preços no Brasil buscam patamares do mercado externo”, no qual avalia o comportamento das cotações internas relacionadas ao câmbio e às referências internacionais. “Tudo indica que haverá um ano de preços acima da média de anos anteriores”, antecipou num texto de leitura obrigatória para quem integra esta cadeia produtiva.]

A pesquisadora Kelli Souza da Silva, editora do site weedout e Doutora em Agronomia e Manejo de Plantas, apresenta artigo sobre o arroz daninho: “Na história do arroz, o vermelho não sai de moda”. Enquanto isso, o coordenador da Central Internacional de Análises Econômicas e de Estudos de Mercado Agropecuário (CEEMA) da Unijuí, Argemiro Luís Brum, doutor em Economia Internacional, avalia que a Soja em 2021, salvo surpresas, terá rentabilidade garantida.

A revista ainda aborda a grande revolução provocada pela soja na rotação com o arroz, do ponto de vista agronômico, com a opinião do professor Enio Marchesan, da UFSM, que organizou o livro “Soja em áreas de arroz: contribuições do Grupo de Pesquisa em Arroz Irrigado (GPAI)”. Algumas das conclusões do livro são antecipadas na edição. Entre muitas outras informações, ainda há Planeta Humor, com a charge tradicional do artista Jader.

INDÚSTRIAS

Em matéria detalhada, Planeta Arroz publica uma análise do desempenho industrial do Rio Grande do Sul em 2019, com o diretor comercial João Batista Machado Gomes, do Irga, juntamente com o ranking dos maiores beneficiadores de arroz no estado, liderado mais uma vez por Camil Alimentos, Josapar, Pirahy Alimentos e Arrozeira Pelotas.

Duas reportagens trazem curiosidades sobre as sementes de arroz que os chineses fizeram germinar depois de uma jornada em torno da lua numa sonda espacial, com gravidade zero, visando induzir mutações e uso no melhoramento genético. Piagüí, o miniarroz preto produzido pelo Centro de Intercâmbio e Pesquisa Arroz Ruzene (Cipar), de Francisco Ruzene, em São Paulo, também é enfatizado nesta edição. O novo “queridinho” da gastronomia brasileira está abrindo espaço e conquistando cada vez mais admiradores.

Para ler, assinar, anunciar em Planeta Arroz basta acessar as informações pelo site: www.planetaarroz.com.br; o email planetaarroz@planetaarroz.com.br ou pelo telefone 51 3722 9696.


Enviar notícia para um amigo

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2021 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio