sulfacal

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
assine 3
news

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Facebook

notícias

16.09.2020 | CURIOSIDADE - por Cleiton Evandro dos Santos - AgroDados/Planeta Arroz

Os patos limpam as pragas dos arrozais na Tailândia e recebem uma ração grátis em troca

Milhares de patos migram para os arrozais na Tailândia para limpá-los de pragas

imagem Uso dos patos no combate às pragas é tradicional na Tailândia Foto: UPI

Milhares de patos foram soltos em plantações de arroz na Tailândia para uma limpeza regular que beneficia os produtores de arroz e patos.

Imagens de drones capturaram o evento em Nakhon Pathom, cerca de uma hora a oeste de Bangkok, onde 10.000 patos invadiram os campos inundados para devorar pragas, como caramujos escondidos no restolho de arroz recém-colhido.

O lançamento dos patos Khaki Campbell, uma raça britânica, faz parte do "ped lai thoong" - uma tradição de longa data na região.

O acordo livra as fazendas de pragas - como caramujos cereja, caramujos maçã, ervas daninhas e outras pequenas pragas - ao mesmo tempo que fornece uma rica fonte de nutrientes para as aves aquáticas.

Com apenas 20 dias de vida, os patos percorrem os arrozais da região por cerca de cinco meses antes de serem conduzidos de volta à fazenda de patos para produzir ovos por até três anos.

“O benefício (para o criador) é que reduzimos os custos de alimentação dos patos”, disse Apiwat Chalermklin, 34, criador que assumiu o negócio de seu pai.

"E, em troca, para os produtores de arroz, os patos ajudam a comer as pragas da fazenda e os fazendeiros podem reduzir o uso de produtos químicos e pesticidas."

Os patos tornam os campos mais fáceis de arar

Apiwat tem quatro bandos de patos que se movem em diferentes campos de arroz na província, onde os agricultores normalmente cultivam três safras de arroz por ano.

Os patos podem limpar uma fazenda de 70 hectares em cerca de uma semana.

"Eles ajudam a comer os caramujos da maçã dourada e os restos de cascas de arroz indesejáveis ​​que permanecem no campo desde a última colheita", disse o produtor de arroz Prang Sipipat.

"Os patos também pisam na palha do arroz para achatar o solo e isso facilita o arado."

A Tailândia é o segundo maior exportador de arroz do mundo e enfrenta uma seca prolongada.




Enviar notícia para um amigo

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2020 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio