Abertura da Colheita do Arroz

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
Assine 5

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos

notícias

12.08.2020 | INSUMOS - por Irga

Resultados da cultivar IRGA 431 CL são apresentados a produtores de sementes certificadas

É do município de Agudo a lavoura mais produtiva, que colheu 13.561 quilos da nova cultivar

O Instituto Rio Grandense do Arroz apresentou aos produtores de sementes certificadas de arroz, na manhã desta terça-feira (11), os resultados das lavouras que utilizaram a cultivar IRGA 431 CL na safra 2019/2020. A apresentação ocorreu por videoconferência, com a participação de 65 pessoas, entre produtores de sementes certificadas, responsáveis técnicos pela produção de sementes e integrantes da equipe do Irga.

Os dados foram divulgados pelos pesquisadores do Irga Júlio Uriarte, Fernando Fumagalli e Glaciele Barbosa. Participaram também o presidente da autarquia, Guinter Frantz, o diretor técnico, Ivo Mello, e a gerente de Pesquisa, Flávia Tomita.

A IRGA 431 CL foi lançada em 2018. De ciclo precoce, é uma boa aliada da cultivar mais plantada no Estado, a IRGA 424 RI. A 431 possui excelente qualidade de grão, resistente ao acamamento, à toxidez de ferro e a debulha. Além de ter permanecido resistente à brusone na lavoura na safra 2019/2020. Devido a essas qualidades e ao seu potencial produtivo, foi a terceira cultivar mais utilizada pelos produtores do RS nesta safra, ocupando 79.599 hectares.

O engenheiro agrônomo da autarquia Júlio Uriarte abriu a videoconferência mostrando os números da produção de sementes da cultivar nesta última safra nas seis regionais.

Na sequência, o engenheiro agrônomo Fernando Fumagalli falou sobre a qualidade de grãos de 431. Conforme o pesquisador, a cultivar possui excelente qualidade de grãos. A 431 apresenta bom rendimento de grãos inteiros e uma baixa área gessada, o que torna o grão desejável, principalmente, para a indústria e o consumidor final.

A engenheira agrônoma Glaciele Barbosa enfocou o manejo, a partir de experimentos nas estações de pesquisa, e dos dados levantados na safra 2019/2020 pelos extensionistas do Irga, que acompanharam 8.194 hectares semeados em 215 lavouras gaúchas. É do município de Agudo a lavoura mais produtiva, que colheu 13.561 quilos da nova cultivar. Outra, de Lavras do Sul, colheu 13.235 quilos em 70 hectares.

Glaciele ressaltou dois aspectos importantes na questão do manejo: época de plantio e adubação. A recomendação é que a semeadura da 431 ocorra na segunda quinzena de outubro para obter uma melhor produtividade, por se tratar de uma cultivar precoce, e que os plantios dentro do mês de setembro sejam evitados. Já sobre adubação, foi destacado que a 431 é bastante responsiva neste quesito. A orientação é que seja adubada com nitrogênio, fósforo e potássio para expectativa muito alta de resposta à adubação.


Enviar notícia para um amigo

comentários (3)

20/08/2020 - Felipe de Paula (Lorena - SP)
Prezados,


Fiquei com uma dúvida referente ao último parágrafo, nele a pesquisadora Glaciele Barbosa diz que a cultivar Irga 431, em uma lavoura de Lavras do sul colheu 13.235 kg em 70 Ha, isso dá uma produtividade de 189,07 Kg / Ha. Muito baixa com relação ao que vêm se colhendo em variedades já existentes. Está correto esse número?

Obrigado pela atenção.
20/08/2020 - Moderador Planeta Arroz (Porto Alegre - RS)
Caro Felipe, obrigado pelo seu comentário. Em primeiro lugar, a informação é do Irga, apenas publicamos o release conforme recebemos. Buscamos a informação com a fonte primária, e a explicação - que já ficava subentendida ao nosso ver, é de que a pesquisadora está referindo-se à produtividade MÉDIA de 13.235 kg em cada um dos 70 hectares da lavoura lavrense. Esperamos ter colaborado para dirimir sua dúvida.
21/08/2020 - Felipe de Paula (Lorena - SP)
Agradeço pelo retorno!

Então se trata de uma variedade com produtividade 56% acima da média das demais. Um excelente notícia, aliada a questão de baixa porcentagem de gessados, trata-se de uma variedade muito promissora. Cuidado na hora de escolher a área plantada esse ano. A boa precificação recente do casca pode levar ao aumento da área, junto com aumento de produtividade, se não for concatenado a um alinhamento similar que houve esse ano, os preços cairão ano que vem...

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2021 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio