sulfacal

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
assine 3

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Facebook

notícias

28.06.2020 | MERCOSUL - por Cleiton Evandro dos Santos - AgroDados - Planeta Arroz

Arrozeiros uruguaios fazem assembleia para discutir preços

Assembleia será realizada nesta segunda-feira, de maneira virtual

imagem Convocatória da ACA Foto: Divulgação ACA

A Associação de Cultivadores de Arroz do Uruguai (ACA) se reúne em Assembleia Geral Anual nesta segunda-feira para debater, entre outros assuntos, o valor sugerido para negociação do preço provisório do cereal pertencente à safra 2019/20 com os produtores. O presidente da ACA, Alfredo Lago, explicou que inicialmente a reunião aconteceria em Treinta y Tres, mas os surtos do Covid-19 levaram à decisão pelo encontro virtual.

"O principal é que os produtores participem e decidam sobre a proposta provisória de preço. As pessoas vão se mudar para Montevidéu, mas será um pequeno grupo ", disse Lago. Os participantes devem solicitar o link para a plataforma Zoom antes do início da reunião anual. É esperada a participação de muitos produtores de arroz que não são afiliados à entidade.

A Ordem do Dia inclui pontos como o preço provisório da safra 2019/20 e as negociações para atingir o preço final da safra 2018/19, onde o sistema de arbitragem foi utilizado, como aconteceu raramente na história do arroz. O preço do cereal é o único estabelecido por consenso entre produtores e industriais. Quando as propostas da indústria e as aspirações dos produtores estão distantes, é utilizada uma arbitragem que a define com base no estudo de vendas e evolução de custos.

Na Assembleia, eles também reportarão as ações propostas ao governo, com o objetivo de solucionar os problemas financeiros e o endividamento do setor.

Dias atrás, o conselho da ACA levantou a necessidade de implementar um empréstimo dividido em dois: novo capital de giro e reestruturação de dívidas anteriores. Considera-se que não há como escapar de empréstimos através de ferramentas financeiras, como os Fundos de Arroz, onde o setor ainda está pagando US $ 50 milhões do último financiamento.

Comercialmente, estima-se que 50% do arroz produzido na safra 2019/20 já tenha sido vendido e o relatório de negócios da indústria é esperado. (Com informações de El País)


Enviar notícia para um amigo

comentários (1)

29/06/2020 - Walter Arns (Uruguaiana - RS)
Assembléia para 'combinar'preços??? Não tem como dar certo uma coisa dessas. Seria o equivalente a revogar a lei de mercado, ou em outras palavras, a lei da oferta e procura, que aliás muitos políticos ainda acreditam ser capaz de acontecer, apesar das abundantes provas em contrário. É o legítimo 'me engana que eu gosto'.

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2020 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio