Facebook

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
banner5

notícias

21.03.2020 | ANáLISE DE MERCADO - por Dylan Della Pasqua

Exportação sustenta preços do arroz no Brasil

A demanda para exportação aumentou em São Paulo, no Paraná e em Santa Catarina

Na média do Rio Grande do Sul, estado referência para preços de arroz no Brasil, a indicação de preço ficou em R$ 49,42 por saca de 50 quilos na quinta. Na semana houve leve alta de 0,80%. Em 30 dias o recuo é de 1,31%. Frente ao mesmo período do ano anterior, a diferença é de 25,45% positiva. As informações são de SAFRAS & Mercado.

“A demanda para exportação aumentou em São Paulo, no Paraná e em Santa Catarina nos últimos dias. Este cenário, somado à firme demanda local no Rio Grande do Sul, voltou a estimular as compras do cereal no mercado interno, sustentando as cotações”, explica o analista de SAFRAS, Gabriel Viana.

Do lado comprador, agentes estão interessados em novas aquisições e acabam elevando os preços ofertados, devido à posição retraída de produtores. Na semana passada, o número de negociações entre as praças afastadas do destino foi ligeiramente maior, cenário que aumentou o valor posto na indústria.

Colheita

Segundo informações da Emater gaúcha, a cultura do arroz no Rio Grande do Sul está atualmente nas seguintes fases: 3% em floração, 20% em enchimento de grãos, 47% em maturação e 30% foram colhidos.

Na Argentina, A colheita de arroz na temporada 2019/2020 está estimada em 37% até o dia de hoje, informou o Ministério da Agroindústria da Argentina. Em igual período do ano passado, a ceifa estava em 49%. Na semana anterior, a colheita atingia 23% da área. A área para 2019/20 está projetada em 186,8 mil hectares, ante 194,835 mil hectares na temporada anterior.




Enviar notícia para um amigo

comentários (4)

24/03/2020 - Anderson F. Luz (são paulo - SP)
Sei..e cade este arroz colhido para ser comprado dentro do país?

Se querem exportar beleza, mas deixar o país com abastecimento caro e precario é o fim do mundo...

Cuidado para que não venha de Cima, do Supremo Juiz, algum juizo ou ensino a base de varada.
Aí é chorar, e depois não repetir o erro.
24/03/2020 - Ricardo garcia Chagas (Pelotas - RS)
Seu Anderson o arroz já está quase a metade colhido e as industrias derrubaram o preço que estava 55 em janeiro para 51 reais , ainda bem que os navios chegaram para remunerar melhor na volta de 57 reais. Se esta faltando arroz ai ek cima é porquê as industrias estão segurando pra subir o fardo e ganhar muito dinheiro com esse arroz barato que estão comprando dos produtores.
24/03/2020 - Flavio Evandro (Santa Maria - RS)
O arroz colhido até agora está quase todo nos silos das indústrias. Poucos produtores tem silos. E o arroz que está nas indústrias na grande maioria é para pagar as CPRs. Então seu Anderson quando eu falava aqui que mataram a galinha dos ovos de ouro e que o pessoa iria mudar para a soja vcs não acreditaram! Enquanto isso vcs compravam arroz do Paraguay a R$ 28 para nos explorar! O velhinho lá em cima não joga mas fiscaliza... Mais respeito com os produtores!!!
24/03/2020 - Edereson Diehl ( - AC)
Mesma coisa está acontecendo com a carne e soja, nenhum frigorifico está preocupado com consumo interno, estão faturando alto exportando, esse alerta deixo pro pecuarista. Os frigoricos estão chorando de barriga cheia, não caiam na ladainha deles q as vendas internas baixaram, pq estão exportando a todo vapor.Sds.

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2020 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio