sulfacal

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
Assine 5
news

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Facebook

notícias

01.11.2019 | ARTIGO

Safra 2019/20 sob neutralidade climática. E agora?

 A temperatura das águas do Oceano Pacífico Equatorial está dentro do normal (representado pela região do Niño 3.4), assim como as condições atmosféricas, indicando neutralidade. Devido à fase ser neutra, outros fatores de menor magnitude acabam influenciando no regime de chuvas. A Região Niño 1+2, durante setembro, esteve com anomalia negativa, desfavorecendo as chuvas no Rio Grande do Sul. O Oceano Atlântico Sul (indicado pela seta) esteve com a temperatura das águas dentro da média, não influenciando no regime de chuvas do estado (Figura 1).

No entanto, há outro fator que também influencia as chuvas no estado, o índice oscilação antártica (AAO), que na sua fase positiva favorece as chuvas no sul do Brasil e na fase negativa desfavorece. Em setembro ele esteve positivo e em outubro negativo. No entanto, só se consegue prevê-lo com no máximo 10 a 15 dias de antecedência.

Desta forma, a tendência é de que a safra 2019/20 possua maior variabilidade na precipitação, pois estes fatores mencionados poderão mudar com certa frequência, dificultado a previsão. Por isso, a dica é acompanhe regularmente a previsão do tempo e do clima.

Na Região Niño 1+2 espera-se que as anomalias fiquem negativas até novembro/dezembro e de normal a positivas a partir do final do ano. A previsão de aquecimento na Região Niño 1+2 se deve à intensificação da bolsa de águas mais quentes em profundidade (Figura 2). Mas, mesmo que essa região volte a aquecer, não será suficiente para sustentar um futuro El Niño.

De forma geral, espera-se que a frequência das chuvas diminua a partir de novembro, pois é nesta época do ano que elas se estabelecem no Centro-Oeste brasileiro e com isso o corredor de umidade tende a ficar mais concentrado por lá. No entanto, quando não tem fenômenos de maior magnitude, como El Niño e La Niña, modulando o clima, aumenta a dificuldade para os modelos climáticos preverem com boa acurácia as condições do tempo a longo prazo, ou seja, a confiabilidade na previsão diminui e a incerteza por parte dos produtores aumenta.

Vai ter risco de estiagem ou enchente durante a safra 2019/20? Sim, o risco sempre existe. Excesso de umidade no início do estabelecimento da soja pode ser um problema, assim como estiagens regionalizadas poderão ocorrer no verão. Para o arroz, a disponibilidade de radiação solar no verão de anos neutros, em geral, é boa. No entanto, até o momento, alguns modelos preveem precipitações entre o normal ou acima, ao menos até janeiro.

EDIÇÃO 72

publicado na edição

EDIÇÃO 72
Novembro de 2019

Veja o conteúdo

Disponível
Versão Impressa


Enviar notícia para um amigo

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2020 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio