sulfacal

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
assine 3

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Facebook

notícias

01.08.2019 | ESPECIAL

Redução será gradual

Limites superiores consideram condições muito otimistas para a cadeia produtiva

imagem Desafio: Brasil terá um futuro de lavouras menores e mais produtivas

 Para chegar à produção de 10,6 milhões de toneladas de arroz em casca limpo e seco em 2028/29 frente ao consumo de 11 milhões, portanto, um déficit de 400 mil toneladas por ano, o estudo “Projeções do agronegócio 2018/19 a 2028/29” indica aumento anual inexpressivo de 0,03% para as próximas colheitas. Já em termos de área cultivada, a estimativa é de que o país exclua 1 milhão de hectares do sistema produtivo nos próximos 10 anos, recuando de 1,697 milhão de hectares para 673 mil semeados no ciclo 2028/29. Isso representa uma redução percentual de 8,6% ao ano, ou 60,3% sobre o número consolidado na última semeadura.

Segundo técnicos da Embrapa, os números da projeção são muito realistas, em que pese a grande dose de otimismo do teto superior apontado.

As colheitas poderão aumentar de forma significativa se o Brasil conseguir uma inserção mais expressiva no mercado internacional e isso der suporte aos preços e ao avanço de área. Com isso conseguiria gerar mais renda e manter a produção de excedentes para exportação. No entanto, lembram que atualmente apenas 8% da safra global é movimentada no comércio internacional. E a maior parte nem é arroz longo fino, padrão do grão consumido no Brasil.

Para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), os aumentos recentes no nível das colheitas decorrem de duas razões principais: diminuição da área plantada com arroz de terras altas (sequeiro), que tem o rendimento por área bem mais baixo que o arroz irrigado, cuja área avançou, e aumento de produtividade efetiva dentro de cada sistema de cultivo. Ou seja, tanto as lavouras do seco quanto as irrigadas estão mais produtivas por causa da evolução das tecnologias aplicadas.



Enviar notícia para um amigo

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

busca no site

buscar
gluten3
Todos os direitos reservados - Copyright 2020 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio