Facebook

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
assine 3

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

14.08.2019 | TRIBUTAçãO - por Federarroz

Farsul e Federarroz pedem redução de ICMS para arroz em casca

 A Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) e a Federação das Associações de Arrozeiros do Estado do Rio Grande do Sul (Federarroz) encaminharam, em conjunto, pedido ao governador do Estado, Eduardo Leite, de redução do ICMS sobre o arroz em casca para 7% e 4%, dependendo da região. A solicitação é que a medida tenha duração e 30 dias, sendo renovável por mais 30 no caso de aumento de arrecadação e manutenção de câmbio alto. A demanda foi encaminhada por intermédio da Secretaria da Agricultura, Pecuário e Desenvolvimento Rural (SEADPR).

No documento ao governador, é destacado o estímulo à importação através da tributação interestadual de 4% enquanto ao produtor gaúcho ela fica entre 7% ou 12% conforme a região de destino. O texto também destaca a queda no consumo em decorrência da crise econômica e as altas importações das indústrias. A redução das alíquotas tornaria o produto gaúcho mais competitivo, especialmente com a alta na taxa de câmbio.

O presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, destaca que Farsul e Federarroz já vem trabalhando junto ao Governo federal, que já acenou com a rolagem da dívida a curto prazo, garantindo fôlego para elaboração de uma proposta de renegociação das dívidas dos arrozeiros, um problema que vem crescendo nos últimos anos e coloca em risco a cultura no estado.




Enviar notícia para um amigo

comentários (2)

14/08/2019 - Jean Ferrucci (Uruguaiana - RS)
Bom, Sinceramente não sei no que isso poderá ajudar o produtor gaucho
Masss....
14/08/2019 - Flavio Evandro (Santa Maria - RS)
Ajuda a indústria a faturar mais para poder vir a suportar preços mais altos futuramente... Eles se mexem na frente!!! Quanto as entidades de classe: muita pólvora, mas pouco chumbo!!! Os problemas dos produtores seguem sendo alto endividamento à curto prazo, falta de crédito barato, assimetrias do Mercosul, alta carga tributária nos insumos e máquinas, pouca exportação (quotização das importações do Mercosul) e muita área plantada (oferta muito justa em relação a demanda)... Resumindo: CUSTO ALTÍSSIMO... PREÇO BAIXÍSSIMO...Sem que se pense isso não tem como competir com ninguém, nem internamente, nem externamente... O Jean tem toda a razão... Também não sei se isso poderá ajudar, aliás salvar!!! Meros paliativos... aspirina prá pneumonia!!!

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2019 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio