Facebook

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
assine 3
news

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

13.08.2019 | SAFRA - por Cleiton Evandro dos Santos - AgroDados - Planeta Arroz

Agosto anula queda de preços do arroz em julho

Os 13 primeiros dias do mês de agosto elevaram as cotações para R$ 43,37 no indicador Esalq-Senar/RS

imagem Expectativa é por melhora na exportação em agosto Foto: Robispierre Giuliani

Com maior demanda das indústrias de pequeno porte e algumas empresas de Santa Catarina no mercado gaúcho, as cotações se mantiveram em elevação ao longo dos 13 primeiros dias de agosto e praticamente já anularam a queda de 1,27% ocorrida em julho nos preços do arroz. Uma conjuntura com o dólar mais valorizado, indicativos de recessão e vencimentos do custeio empurrados para setembro a novembro, ajudou na recuperação de 1,10% com as cotações batendo na casa de R$ 43,37 – equivalente a US$ 10,90 por saca de 50 quilos do arroz em casca (58x10) no Rio Grande do Sul.

A preocupação agora é com a concentração da oferta a partir do final do mês para o pagamento de 1,33 parcela do custeio até 20 de setembro e assim repetidamente até novembro. No mercado internacional o indicador é de que haverá uma queda superior a 2 milhões de toneladas, em base beneficiado, nas trocas entre países, de 48,5 para 46,5 milhões de toneladas. Novo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) manteve praticamente estáveis as expectativas para o fechamento da praça, com produção de 10,4 milhões de toneladas, mas houve um leve enxugamento no estoque de passagem.

Por sua vez, os preços no varejo estabilizaram, após 60 dias de declínio.

A Abiarroz anunciou em assembleia, sexta-feira, que o consumo brasileiro gira em torno de 10,65 milhões de toneladas por ano, ou 34 quilos – em base casca – por habitante ano, no Brasil, e deve manter uma trajetória de 0,2% de crescimento anual. Não dá para comparar os números com indicadores como os do IBGE e Conab, uma vez que os métodos e sistemas são bastante diferentes e as amostragens também.

Um navio com 11 mil toneladas de saldo de arroz em casca para a Venezuela saiu de Rio Grande esta semana e segue para Montevidéu, onde vai embarcar 19 mil toneladas. A expectativa é de que agosto registre perto de 100 mil toneladas de exportação e equilibre a oferta e a demanda.




Enviar notícia para um amigo

comentários (1)

14/08/2019 - Flavio Evandro (Santa Maria - RS)
Tudo parado... passos de tartaruga... dólar sobe, mas o cepea de ontem caiu... Essas prorrogações de custeio continuam mantendo a oferta para a indústria... Nada é anunciado pelo governo federal. Duvido muito que o governo estadual reduza o icms... está com o funcionalismo quase dois meses atrasados... As indústrias pequenas já estão abrindo o bico atrás de arroz... E a autofagia vai pegar... Não tem como pagar mais porque não terão como competir com as grandes e o Cartel... Acenderam um pé de fogo na lona do circo!!! Mas tudo segue lento até o dia do Bummm... Dai salve-se quem puder!!! Na minha opinião vai levar de 2 a 3 meses... Até lá vai ser muito sofrimento... Dúvidas... Chuvas... Dores de cabeça!!! Quem plantou soja venderá em novembro a R$ 90 pelo andar do dólar e o aumento das importações chinesas!!! Olho Vivo pessoal...

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2019 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio