Facebook

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
assine 3

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

24.06.2019 | DíVIDAS - por AgroEmDia

Tereza Cristina vai buscar solução para a crise do arroz

O governo deve buscar uma forma para resolver a crise da cadeia produtiva da orizicultura, segundo a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Em um áudio enviado a um produtor de arroz do Rio Grande do Sul e compartilhado em grupos de WhatsApp nesse domingo (23), Tereza Cristina diz conhecer a gravidade de situação, anuncia que conversará com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o assunto e indica que o caminho é algo tipo uma securitização das dívidas, “que é a única solução para o setor arrozeiro”.

Abaixo, a resposta dada pela ministra ao produtor gaúcho que lhe enviou um áudio relatando a crise vivida pelo setor de arroz:

“Eu ouvi tudo que você falou. Já tinha visto o vídeo do seu Ademar [Kochenborger, também produtor de arroz do RS]. Eu tenho conversado com todo o pessoal do arroz tentando arrumar uma alternativa. Eu estive aí [no RS] durante a enchente [no início do ano e que causou perdas à cadeia produtiva]. Conheço a situação de vocês há muito tempo e nós temos que achar uma solução, que não é uma solução comum. É uma solução totalmente diferente, porque prorrogar a dívida de vocês não adianta mais, seria uma paliativo. Eu consegui abrir as exportações para o México, o que melhora um pouco. O arroz saiu de 36 [reais] para 42 [reais a saca]. Foi graças a uma dessas medidas, mas a gente sabe que nada disso vai resolver. A situação de vocês é realmente complicadíssima. Nós precisamos aprovar logo essa Previdência para o Brasil entrar em equilíbrio fiscal e a gente tentar qualquer coisa, tipo uma securitização, que é a única solução para o setor arrozeiro. Eu sei o desespero de vocês, compreendo e nós estamos buscando uma medida. Eu hoje estou em Roma [a ministra viajou para votar na eleição do novo diretor-geral da FAO, o chinês Qu Dongyu], estou indo para Bruxelas [onde participa de reuniões com a Comissão Europeia], na quinta-feira à noite saio de volta, sexta estou aí e prometo para vocês que vou ter uma reunião com o ministro Paulo Guedes para ver se a gente arruma uma solução definitiva. E também tem que resolver o problema do custo do arroz, porque se não nós arrumamos uma solução que logo, logo vai estar inviabilizada também. Temos que retomar medidas para que esse mercado reaja.”




Enviar notícia para um amigo

comentários (1)

24/06/2019 - Flavio Evandro (Santa Maria - RS)
Aguardem 2020... 2019 já era... Sabiam da situação em janeiro durante as enchentes... Não fizeram nada de lá para cá. Agora vem com esse papinho e a colonada tudo se atraca a plantar achando que a coisa vai melhorar! Não vai. Segue entrando arroz as pencas do Paraguay. Os juros para o grande produtor subiram. O governo e os politicos vão insistir que o Fundo de Aval é excelente!!! Acordem para a realidade... O governo, as indústrias e os bancos não querem mais produtor “chorão”. Prorrogações e mais prorrogações não interessam a eles! Somos rotulados de caloteiros... Isso acabou... Estamos em 2019... Quem comanda são as grandes coorporações e grupos econômicos... Bem feito. Depois eles vem pedir votos e vocês aplaudem!!! Mataram o Te Mexe Arrozeiro na casca e vocês acharam bonito! Até os caminhoneiros são mais organizados na hora de protestar... Porque eles tem representatividade!!!

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2019 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio