Facebook

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
assine 3

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

07.02.2019 | SETORIAL - por Revista Planeta Arroz / Luciara Schneid - de Santa Catarina

Federarroz pede união de arrozeiros em Santa Catarina

Dirigentes da entidade foram à Abertura da Colheita do Arroz em Santa Catarina para chamar arrozeiros a prestigiarem o evento gaúcho em Capão do Leão

imagem Vice da Federarroz: interesses comuns dos arrozeiros do Sul Foto: Luciara Schneid/Planeta Arroz

O vice-presidente da Federarroz, Alexandre Azevedo Velho, participou da 1ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz de Santa Catarina, na Cooperja, em Jacinto Machado, nesta quarta-feira, e convocou a união dos produtores a partir do evento gaúcho, de 20 a 22 de fevereiro, em Capão do Leão e Pelotas, para a construção de uma agenda em defesa da orizicultura. A entidade espera contar com a presença de pelo menos 500 produtores catarinenses no dia 22 para que ajudem a pressionar os políticos dos estados e do governo federal, em busca de soluções para a grave crise enfrentada pelo setor.

“Hoje temos uma situação muito parecida envolvendo Rio Grande do Sul e Santa Catarina, como altos custos de produção, o impacto de tributos, a concorrência desleal do Mercosul, as barreiras tarifárias provocadas pela guerra fiscal com outros estados, a impossibilidade de importar insumos mais baratos, endividamento e perda da renda da lavoura. Então, é preciso que mostremos união em busca de soluções para os problemas que nos atingem por igual”, reconhece o dirigente gaúcho.

Velho também afirmou que a expectativa é de uma boa recuperação dos preços médios do arroz no segundo semestre, mas pela redução de área no Rio Grande do Sul, que foi agravada por uma quebra significativa na Fronteira Oeste por causa de temporais e alagamentos. “Ainda assim, mais uma vez teremos a pressão da safra que não deve permitir uma recuperação dos preços na época de colheita”, admite.




Enviar notícia para um amigo

comentários (3)

07/02/2019 - Flavio Evandro (Santa Maria - RS)
Eles querem mais é que nos quebre por aqui para vir e arrendar tudo!!! Sempre foi assim e sempre será!!! Para haver união primeiro temos que ter lealdade!!!
07/02/2019 - Edereson Diehl ( - AC)
Pois é, em Alegrete tem terra de campo por dez mil reais o hectare, provavelmente não terá arroz pra pagar as contas, o q leva a ofertar as terra por um preco baixo, o q é lamentável. É preciso q os politicos achem uma solucão urgente pro setor q beneficie a todos.
07/02/2019 - Flavio Evandro (Santa Maria - RS)
Hj vale R$ 36,00 o arroz safra nova variedade 424. Já está abaixo do preço minimo!!! Cadê as entidades que defendem o setor. A grande maioria planta 424 e guri!!! Pouquissimos plantam 409/417/puitá!!! Então Sra Ministra/Federarroz/Farsul/Irga queremos saber qual a variedade que está atrelado o preço mínimo se as nobres ou as réles??? Queremos saber porque nada está sendo anunciado? Até o dia 22/02 o estrago estará feito!!! Meu bem feito aos que plantaram com dinheiro de CPRs!!! Vão se ferrar de novo... Espero que seja a última vez!!! Porque não terão outra vez!!!

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2019 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio