Sementes Basso 3

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
Facebook
news

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

06.12.2018 | ANáLISE DO MERCADO MUNDIAL DE ARROZ - por Cleiton Evandro dos Santos - AgroDados/Revista Planeta Arroz

Indicador de preços da FAO cai pelo 14º mês

Índica e Japônica puxaram as cotações mundiais para baixo com as safras da Ásia

O indicador de preços mundiais do arroz da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) registrou nova queda em novembro, de 1,2%, alcançando 213,8 pontos e acumulando 14 meses de retração. Relatório mensal assinado pela economista Shirley Mustafa, em Roma, Itália, dá conta de que o declínio nas cotações internacionais em novembro está associado a uma queda de 1% nos índices dos arrozes de alta e de baixa qualidade Índica, e um recuo de 2,4% nas referências do Japônica. “Em contraponto, o índice dos grãos Aromática subiu 1,3%, impulsionado por expectativas de redução de colheitas na Índia e na Tailândia, juntamente com um fortalecimento da rupia indiana”, explica a economista.

Ainda que com algumas exceções, em novembro os preços de arroz Indica foram sazonalmente baixos em grande parte da Ásia. As cotações oscilaram mais no Paquistão, caíndo para patamares mínimos em 23 meses, à medida que novas colheitam têm agravado a pressão exercida sobre uma demanda desaquecida e nova desvalorização da rupia.

As cotações tailandeses também tiveram uma queda, em meio a melhoria do prognóstico das novas colheitas e aumento da competição por mercados. Já os mecanismos de compras domésticas públicas e os movimentos da moeda local equilibrou as ofertas indianas, apesar de uma decisão governamental, um pouco tardia, estendendo a 5% o scrip de crédito para exportações de arroz não-basmati por quatro meses.

As expectativas de vendas para as Filipinas, também prolongadas, valorizaram o grão do Vietnã, apesar do mercado mostrar-se limitado com relação a um passado recente.
Nas Américas, os valores Indica foram mantidos constantes na Argentina, Estados Unidos e Uruguai, enquanto nos EUA os preços dos grãos médios diminuiu pelo quinto mês consecutivo, em meio a esforços para garantir as vendas no Extremo Oriente. A cotações também recuaram no Brasil, pressionado pela demanda local menor e um real mais fraco peranet o real.

De acordo com o indicador, os preços internacionais em novembro 2018 foram 2,2% mais baixos do que na mesma época em 2017. Numa base anual, no entanto, cotações janeiro-novembro permanecem 9,7% acima do seu nível no período correspondente de 2017.

Confira na íntegra o indicador de preços em nossa área de downloads.




Enviar notícia para um amigo

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2018 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio