Sementes Basso 3

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
Facebook

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

07.09.2018 | SAFRA - por Agrolink

Nova rodada com o governo gaúcho discute pauta prioritária do setor arrozeiro

Apesar da costumeira abertura do atual governo, os assuntos abordados, possuíram pouca evolução, ou nenhuma, caso do ICMS

Em reunião com o vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli, durante a Expointer, os representantes do setor arrozeiro discutiram a pauta prioritária que vem sendo trabalhada nos últimos meses. Representantes da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) levaram ao dirigente os temas da reestruturação do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), alterações no ICMS do arroz em casca e modernização do Porto de Rio Grande.

Conforme o presidente da Federarroz, Henrique Dornelles, apesar da costumeira abertura do atual governo, os assuntos abordados, possuíram pouca evolução, ou nenhuma, caso do ICMS. "Defendemos a necessidade de um avanço nestas pautas para que o arroz não sofra significativa diminuição de produção. O Irga precisa de mudanças, inclusive na postura do próprio produtor, com o objetivo de torná-lo mais moderno e eficiente. O secretário da Agricultura, Odacir Klein, vai conduzir o assunto internamente no governo", destacou.

Sobre o ICMS, Dornelles afirmou que foi colocada novamente a importância de facilidade no escoamento da produção, já que o Rio Grande do Sul é o principal produtor do país, importante fornecedor de matéria prima. "O governo ponderou os problemas da medida, mas foi ratificada a necessidade de incentivo ao cultivo do arroz no Estado. Fatalmente interesses seriam conflitantes na cadeia, mas esperávamos que governo surgisse como pacificador para contemplar o interesse do maior prejudicado, o produtor", observou Dornelles.

Em relação ao Porto de Rio Grande, o presidente da Federarroz ressaltou que o secretário Odacir Klein afirmou que está tomando a responsabilidade para buscar o melhor caminho no momento em que está ocorrendo a extinção da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) para que o setor arrozeiro não seja atingido pelo problema. "Consideramos positiva esta atitude e vamos manter reuniões com os postulantes ao governo do Estado para manter os esclarecimentos sobre os assuntos tratados", concluiu. Além dos representantes do setor arrozeiro e do secretário da Agricultura, também participaram integrantes da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul e coordenador das Câmaras Setoriais, Rodrigo Rizzo.




Enviar notícia para um amigo

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2018 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio