Newsletter 2

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
Facebook
news

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

16.05.2018 | EVENTO - por Associação de Arrozeiros de Alegrete

Semana Arrozeira de Alegrete debate modelos econômicos e comerciais

Evento que neste ano ganhou mais um dia ocorre de 27 de maio a 1º de junho traz como novidade concurso culinário junto às comunidades rurais

imagem Temas relevantes serão discutidos pelo setor Foto: Divulgação

A Semana Arrozeira de Alegrete este ano terá como tema central “Modelos econômicos e comerciais”. A 11ª edição do evento, promovida pela Associação dos Arrozeiros de Alegrete, ocorrerá de 27 de maio a 1º de junho, novamente no CTG Aconchego dos Caranchos, com palestras, debates e cases, em uma programação que também contempla os pólos educacionais na zona rural do município. Uma das principais novidades é a expansão do evento em mais um dia devido à grande procura pelas noites de patrocinadores.

A presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Fátima Marchezan, afirma que a expectativa da organização é ter um público igual ou superior ao do ano passado, que tanto no total quanto por noite, atingiu o maior número de participantes do evento promovido pela entidade. “Nós esperamos alcançar esta mesma qualidade, esta mesma quantidade de presenças na Semana Arrozeira deste ano”, destaca.

De domingo à sexta-feira, ocorrerão noites patrocinadas pela John Deere, Super Tratores, Heringer, CAAL, Irga e Sicredi, com a realização de palestras. No domingo, acontecerá a abertura oficial da Semana Arrozeira e a presidente da Federasul, Simone Leite, fará o Lançamento do Núcleo das Mulheres Empreendedoras do Agronegócio. Na mesma noite, terá a apresentação do Plano Safra, com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura (Mapa), Wilson Vaz de Araújo.

Na segunda-feira, o tema será o “Impacto Econômico da Agricultura nos Setores Não Agrícolas: agro é um negócio do Estado e não dos produtores”, a cargo do economista chefe da Farsul, Antônio da Luz. Na terça-feira, a palestra será sobre “Mecanismos de Exportação ao alcance dos Produtores e Relações Comerciais com a Indústria”, com os palestrantes Guilherme Mello, da ArrozSul, Jair Almeida, da Expoente, e Elton de Quadro Machado, presidente da Associação de Arrozeiros de Arroio Grande.

Na noite de quarta-feira, Vlamir Brandalizze, abordará o tema “Tendências do Agronegócio Mundial e Brasileiro para Grãos e Carnes”. Na quinta-feira, ocorrerá a entrega do Selo Ambiental, e o consultor do Fundo Latino-Americano de Arroz Irrigado no Brasil, Luciano Carmona, falará sobre o Projeto 10 +: Uma nova etapa para o aumento da sustentabilidade da lavoura arrozeira. E na sexta-feira acontecerá a Noite das Homenagens, com a entrega do Troféu O Taipeiro e de placas de homenagens, além do lançamento da 12ª Semana Arrozeira de Alegrete com o show da Patrícia Pedrozo. Fátima destaca que todas as noites serão servidos pratos típicos à base de arroz.

A dirigente lembra, ainda, que na segunda-feira terá uma sessão descentralizada da Câmara Municipal de Vereadores do município, na parte da manhã, às 9h, onde será abordada a importância de colocar os derivados de arroz no mercado, com a palestra “Derivados de Arroz - Novos Caminhos para o aumento do consumo”, com a diretora social da Associação de Arrozeiros de Palmares do Sul,Capivari do Sul, Osório, Cidreira e Balneário Pinhal, Lívia Carvalho. Na oportunidade, a prefeita de Alegrete, Cleni Paz da Silva, vai fazer a entrega da proposta de projeto de lei para a inclusão dos derivados de arroz na merenda escolar do município. Também será apresentado um projeto para a instalação de uma fábrica de farinha de arroz no município.

Outras duas manhã também terão programação. Na quarta-feira terá entre 8h e meio-dia o Workshop: Desafios Futuros para o Desenvolvimento Rural - Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário. E na sexta-feira, também entre 8h e meio-dia, acontecerá a 2ª Jornada Técnico-comercial Arrozeira.

Fátima salienta que além das palestras, a Semana Arrozeira contará ainda com um concurso culinário nos pólos educacionais, com as comunidades rurais. “Nós temos apoio da Emater para a organização do concurso que terá duas categorias. Uma de reaproveitamento de sobra de arroz, que pode ser um prato doce ou salgado, e Inovação, com a elaboração de um prato novo, ou uma nova roupagem para um carreteiro ou um arroz doce, por exemplo, que já são pratos tradicionais”, explica.

Além disso, Fátima conta que nos dias 20 e 21 de junho, serão realizados mais dois cursos e oficinas de culinária à base de farinha de arroz, que são eventos ligados à Semana Arrozeira, mas que em função da agenda das palestrantes, vão ocorrer mais tarde. “São dois dias, portanto, de treinamento e cursos com culinária à base de farinha de arroz. A equipe da Panela Campeira vai apresentar alguns quitutes à base de arroz e a nutricionista Jacira Santos fará receitas à base de farinha de arroz, com pães, lanches e salgadinhos sem glúten e sem lactose. Também serão oferecidas receitas com farinha de arroz pelo projeto Arroz na Escola, do Programa de Valorização do Arroz (Provarroz), com Carolina Pitta, nutricionista do Irga. Esses cursos e oficinas são uma promoção do Primeiro Núcleo de Mulheres Empreendedoras do Agronegócio do Rio Grande do Sul”, observa.

Na programação rural, nos pólos educacionais Mariano Pinto, Conceição e Rincão de São Miguel, as palestras vão tratar da questão da alimentação saudável e qualidade de vida, produção orgânica de hortaliças, além de uma oficina de mandalas. Na parte técnica, a importância em observar alguns detalhes no manejo da lavoura de arroz para evitar perdas que podem impactar na produtividade. “Também teremos uma conversa entre mulheres que irá abordar temas como casos de depressão, suicídio e violência contra as mulheres no campo”, ressalta Fátima.

A Semana Arrozeira iniciará com uma Missa de Ação de Graças na sexta-feira, dia 25, às 19h, na Igreja Matriz. E no sábado, dia 2 de junho, encerrará com o 18º Baile do Arroz, onde ocorre a escolha das soberanas do Arroz, com jantar típico italiano e animação da banda Sax. O baile acontecerá também no CTG Aconchego dos Caranchos, a partir das 19h30min.




Enviar notícia para um amigo

comentários (1)

20/05/2018 - Jose Nei Telesca Barbosa (Pelotas - RS)
A Presidenta da Semana Arrozeira do Alegrete está de parabéns pela ótima programação estabelecida para o evento. Merece destaque especial a difusão do consumo dos derivados de arroz em especial a farinha, que tem excelentes usos na culinária em geral e conta com o diferencial de não possuir glúten em sua composição. Cabe ressaltar que o glúten não é recomendado somente para os celíacos, mas para todo (a) aquele (a), que queira reduzir a obesidade e noutros casos o problema da anorexia, a dor de cabeça (enxaqueca) e outros males . Salientando que todos devem ter diagnóstico médico. O consumo de derivados do arroz deve ser tema central dos engenhos de arroz, que devem diversificar o uso da matéria-prima arroz para aumentar o consumo e atender o consumidor. Para isso deve ter a frente dos seus estabelecimentos especialistas em marketing para difundir com força essas inovações. Aos produtores cabe desenvolver a visão comercial do seu arroz colhido . Ser vendedor e não apenas dependente do corretor para o engenho. O produtor deve vender já beneficiado, ficar com os resíduos e quebrados na propriedade para a engorda de novilhos e buscar novos compradores como os supermercados, atacadistas, aproveitando o maior rendimento do seu arroz que pode alcançar facilmente, hoje, nas cultivares atuais, mais de 64% de grãos inteiros e renda do benefício de até 72%. Parabéns, Fátima!

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2018 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio