Sementes Basso 3

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
news
Facebook

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 4

notícias

06.11.2017 | PLANETA GENTE

Planeta Gente

 

A pioneira
A engenheira agrônoma Flávia Miyuki Tomita assumiu no final de setembro a gerência da divisão de pesquisa do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) e a gerência da Estação Experimental do Arroz (EEA) em Cachoeirinha (RS). Flávia é a primeira mulher a assumir a função em 78 anos de existência da estação. Ela substitui Rodrigo Schoenfeld, engenheiro agrônomo que passou a ocupar a assessoria da diretoria técnica do instituto. Natural de Araçatuba (SP), a pesquisadora é formada pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), pós-graduada em tecnologia de sementes pela Universidade Federal de Pelotas (Ufpel) e cursa mestrado em fitotecnia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).

 


 

O homenageado

O coordenador regional do Irga na Zona Sul, André Barros Matos, foi homenageado pela Associação dos Engenheiros Agrônomos de Pelotas (Aepel), uma das mais tradicionais instituições da categoria no Rio Grande do Sul, com o prêmio Mérito Agronômico 2017. Ele foi escolhido pelos colegas na categoria apoio à produção. Jovem e oriundo do último concurso público que reformulou o quadro de servidores do Irga, Matos rapidamente se destacou e galgou funções dentro do instituto a ponto de coordenar uma das seis regionais do estado. A Aepel comemora seus 40 anos em 2018.

 


O decisivo

O engenheiro agrônomo e doutor em desenvolvimento sustentável Carlos Magri Ferreira, pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão, de Santo Antônio do Goiás (GO), tem sido decisivo para descortinar um dos grandes mistérios da cadeia produtiva do arroz do Brasil: o perfil e os interesses do consumidor de arroz. Focado em questões agronômicas e econômicas, o setor sempre dependeu das pesquisas do IBGE para descobrir, a cada 10 ou 15 anos, as reações do consumidor com relação ao mercado e ao produto. Com apoio de instituições goianas, Magri realizou uma pesquisa com consumidores da Região Metropolitana de Goiás e abriu caminho para outras capitais. A segunda capital foi Cuiabá. Pelo menos mais sete estados brasileiros estão na lista e esperam formalização das parcerias para cobrir os custos. Os números e conclusões técnicas serão repassados ao setor para auxiliar no direcionamento das ações.

Edição 64

publicado na edição

Edição 64
Novembro de 2017

Veja o conteúdo

Disponível
Versão Impressa




Enviar notícia para um amigo

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2019 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio