Sementes Basso 2
macoppi 2

cadastre-se

Na Planeta Arroz os usuários cadastrados têm muitas vantagens. Faça o seu cadastro grátis.

cadastre-se agora
Facebook

rss

Na Planeta Arroz você pode conferir as últimas novidades através de Feeds RSS. Confira:

notícias
artigos
Assine 5

notícias

08.08.2017 | REVISTA - por Planeta Arroz

Casa Brasil lança Planeta Arroz 63 no CBAI, em Gramado

Arrozes especiais: Aquele 1% de mercado que é 100% sabor em destaque na 63ª edição da revista brasileira do arroz. E mais: mercados, tecnologias, safras, conjunturas, inovações, gestão, novidades, consumo, colunistas, Humor, News e Arroz & Saúde

imagem Planeta Arroz 63: a melhor impressão sobre o mundo do arroz Foto: Planeta Arroz

A 63ª edição da revista Planeta Arroz, da Casa Brasil Editores, será lançada durante o X Congresso Brasileiro do Arroz Irrigado (CBAI 2017), no Hotel Serrano, em Gramado, evento que vai até a próxima sexta-feira (dia 11/8) sob promoção da Sociedade Brasileira do Arroz Irrigado (Sosbai) e realização do Instituto Rio Grandense do Arroz. A publicação, única no Brasil com circulação trimestral ininterrupta, traz como matéria de capa o avanço dos arrozes especiais no mercado brasileiro, fazendo a trajetória dos grãos dos produtores até a gôndola dos supermercados. “O produto representa perto de 1% do consumo brasileiro, mas tem 100% de cor e sabor e um potencial interessante para a agricultura familiar e a alta gastronomia”, enfatiza o editor Liberato Dios.

A reportagem apresenta os gargalos, a potencialidade, os desafios de produtores e a expectativa das grandes indústrias sobre estes mercados, além da demanda que está sendo gerada para a pesquisa. Além das variedades coloridas, aromáticas, especiais para culinária internacional e étnica, a revista aborda a evolução do mercado do grão integral, que já estaria alcançando mais de 5% do consumo nacional e do parboilizado. As variedades especiais chegam a valer o dobro do preço do agulhinha longo fino ao produtor, mas alcançam até 12 vezes o preço do arroz branco nos supermercados.

Tecnologias

Planeta Arroz também antecipa parte dos temas que serão debatidos no Congresso Brasileiro do Arroz Integrado e o ponto de vista de alguns dos principais palestrantes. Aliás, a pesquisa e as tecnologias estão em evidência nesta edição, uma vez que há artigos dos pesquisadores Gilberto Wageck Amato, da Cientec/Irga sobre cultivares especiais de arroz, de Elcio Perpétuo Guimarães (Embrapa Arroz e Feijão) sobre os caminhos da pesquisa pública, e de Filipe Selau Carlos (Irga) sobre as principais tecnologias estudadas pelo Instituto Internacional de Pesquisas em Arroz (Irri), nas Filipinas, onde esteve buscando especialização. Projetos importantes como a busca de variedades tolerantes e resistentes a estresses climáticos, solos e águas salinas, C4, transgênicos e muitas outras inovações estão em pauta e, em alguns anos, serão rotina para as lavoruas. As novidades da RiceTec e da Basf em termos de tecnologia em sementes também ganham ênfase na publicação.

Manejo

Também ganham atenção especial na revista os resultados do Projeto 10+, do Irga, e Soja 6000. As primeiras lavouras já extrapolaram os objetivos e o desafio, agora, é o ajuste fino do manejo que eleve o conjunto das médias dos produtores de arroz e soja. A tecnologia para fazer existe, o caminho já foi percorrido pelos primeiros agricultores, mas é preciso difundir o conhecimento para que o maior número possível de arrozeiros/sojicultores consigam fazer a tecnologia expressar todo o seu potencial produtivo e, com isso, ganhar em rentabilidade. Produzir mais, gastando menos, é a equação que todo o rizicultor quer solucionar. Também na edição é abordado o manejo sob o cenário da integração lavoura e pecuária.

Mercado

O mercado do arroz brasileiro em 2017 e a expectativa para 2018 também é ponto referencial da publicação. Produtores, lideranças e analistas foram ouvidos para traçarem um perfil doque está acontecendo em termos de preços ao produtor, da relação entre oferta e demanda no mercado brasileiro, do Mercosul e mundial. Além disso retorna à publicação o administrador de empresas e empresário rural Marco Aurélio Marques Tavares, com sua opinião técnica e direta sobre o momento do mercado brasileiro. A publicação também traduz a realidade da safra nos principais estados produtores de arroz, do Brasil, do Mercosul e no mundo, retratando a situação de estoques, produção, abastecimento e comercialização e as tendências futuras.

Consumidor

Outro destaque da edição impressa de Planeta Arroz é a pesquisa desenvolvida pela Embrapa Arroz e Feijão e Universidade Federal de Goiás, com apoio de outros organismos e empresas e coordenadas pelo pesquisador Carlos Magri Ferreira, que demonstra o perfil do consumo de arroz na região metropolitana de Goiânia (GO). Os resultados surpreendem positivamente a cadeia produtiva. 

Colunas

Planeta Arroz apresenta ainda as colunas Planeta News, com Cleiton Evandro dos Santos, Planeta Humor com a charge de JADER Correa, e Arroz & Saúde, com a nutricionista Cléo Amaral.

Entrevista 

Entrevista desta edição é com o diretor comercial e industrial do Irga, Tiago Sarmento Barata, que aborda temas polêmicos como o alto custo de produção da lavoura, que leva a média do arrozeiro gaúcho a ter prejuízo nas 13 últimas safras, expõe as virtudes da cultivar Irga 424 RI, os desafios do mercado externo, da rentabilidade e do aumento do consumo médio de arroz no Brasil.

Assinar, anunciar ou adquirir Planeta Arroz, ou até mesmo sugerir pautas, é muito fácil. Acesse www.planetaarroz.com.br e faça seu cadastro gratuito. Ou envie e-mail para planetaarroz@planetaarroz.com.br .




Enviar notícia para um amigo

comentários (1)

09/08/2017 - Jose Nei Telesca Barbosa (Pelotas - RS)
O “mundo vindo abaixo” no agronegócio orizícola, a Federarroz tentando buscar a viabilização de alternativas, a Planeta Arroz dando ótimos espaços às soluções para os problemas do setor e o CBAI – Congresso Brasileiro de Arroz Irrigado está indiferente a problemática, que aflige a maioria dos produtores. Enquanto os problemas da socioeconomia da lavoura de arroz não forem abordados com rigor técnico e filosófico, seguiremos amargando prejuízos, gerando receitas para alguns, enfim, andando às voltas ou “tateando no escuro”. ( Estudante de Filosofia.)

Deixe o seu comentário.
Para isso, é necessário estar logado.

esqueci minha senha enviar

Se você é um novo usuário, faça o seu cadastro gratuitamente.

Todos os direitos reservados - Copyright 2017 - Planeta Arroz

Desenvolvido por dzestudio